Energia Solar Joinville: Conheça as 5 variáveis para o Retorno do Investimento

  |  

As fontes de energias solar são incentivadas pelo mundo todo e estão promovendo uma grande mudança na forma como conseguimos consumir recursos naturais. Atreladas diretamente à sustentabilidade, as energias renováveis, estão sendo aplicadas cada vez mais em empresas. Aqui também sentimos isso com a energia solar Joinville.

A vontade de instalar um sistema de energia solar joinville, sendo em casa ou na empresa faz parte de muitas pessoas. Mas a dúvida recorrente é o quanto vale a pena, considerando o retorno do investimento em energia solar.

Entenda como é o retorno do investimento em energia solar com 5 variáveis importantes.

1. VALOR DA CONTA DE LUZ

É uma realidade que, além do fator sustentabilidade, o valor da conta de luz que vem da concessionária da cidade é um dos principais motivos pelos quais pessoas físicas e empresas buscam um projeto de energia fotovoltaica. Ao produzir sua própria energia, ganhando independência, o valor da conta de luz pode ser reduzido consideravelmente.

A tarifa de energia costuma ser alta para o chamado Grupo B, que é de baixa tensão, que inclui a maior parte do Brasil. Neste grupo, estão:

  •         Residências;
  •         Empresas de pequeno e médio porte;
  •         Órgãos públicos;
  •         Área rural.

Considerando a inflação tarifária constante e o aumento da conta de luz, o uso de um sistema de energia fotovoltaica tem o retorno do investimento muito mais rápido para os casos de baixa tensão.

2. AUMENTO DA TARIFA DE ENERGIA

Todos os anos, uma das notícias que causam mais estresse nos brasileiros, é a de aumento da tarifa de energia. O que gera uma conta de energia maior, mesmo para os grupos que mencionamos acima, de baixa tensão. A inflação energética do ano de 2020, por exemplo, vai resultar em R$ 20,1 bilhões no total nacional, sendo para a região Sul uma tarifa-média maior, de 2,73%.

A situação do aquecimento global, por exemplo, é um fator que acarreta para problemas de força e volume de água nos reservatórios hidrelétricos, o que também com que o aumento da inflação energética seja contínuo.

Enquanto após a instalação de um sistema fotovoltaico, o consumidor passa a gerar a própria energia. Conforme o projeto e a possibilidade de independência da energia da concessionária, não importa mais, para o usuário de energia solar, se há aumento de tarifa.

3. COMPARAÇÃO COM OUTROS INVESTIMENTOS

Na hora de fazer um investimento, é preciso fazer uma análise de risco antes de alocar o capital nele. No caso de um sistema de energia solar joinville sendo para casa ou empresa, o retorno desse investimento vem por meio da economia na conta de energia, com a geração própria.

É possível comparar a aplicação de dinheiro em investimento financeiro com ativos comuns no mercado, com um que será usado diariamente em casa, economizando todos os meses, que é o sistema de energia solar.

No Tesouro Nacional, por exemplo, a taxa de juros atualmente está em 6,23% e 9,51%. Com a instabilidade econômica e algumas quedas de juros, a rentabilidade para uma aplicação no prazo de 25 anos, é muito menor do que o ganho em economia domiciliar com um projeto fotovoltaico, que pode “se pagar” em cerca de 5 anos.

4. POTÊNCIA DO SISTEMA DE ENERGIA SOLAR JOINVILLE

Uma variável técnica que faz diferença no retorno do investimento em energia solar, é com relação ao tamanho do projeto implementado. O custo por Watt é menor conforme o tamanho do sistema é maior. Ou seja, quanto maior é a alimentação por luz solar da sua casa ou empresa, menor pode ser o custo do mesmo.

Em casos de empresas, onde os painéis solares são maiores, por exemplo, o retorno do investimento pode ocorrer em menos tempo do que para residências. Isso acontece porque alguns custos como mão de obra e peças do módulo são menores quando o projeto é maior.

5. VALORIZAÇÃO DO IMÓVEL

Um dos maiores investimentos que alguém pode fazer é na compra e constantes reformas para melhorias de um imóvel. O valor de um imóvel, é acrescido com o tempo devido a uma série de fatores econômicos e sociais. Em Santa Catarina, por exemplo, a valorização de imóveis em 2019 ficou acima da média nacional.

No cálculo da valorização de um imóvel, na hora de alugar ou revender, por exemplo, é também levado em conta o custo de reformas feitas. Isso inclui, claro, o uso de painéis solares para a geração própria de energia em casa.

Segundo um estudo divulgado no New York Times, feito em 8 estados americanos (os Estados Unidos é um dos países que mais usam energia solar); o preço dos imóveis que implementaram um sistema fotovoltaico, teve uma valorização de cerca de 15 mil dólares a mais do que os que não implementaram.

Logo, o retorno do investimento em energia solar, além de gerar economia gigantesca para o bolso em poucos anos após a instalação, sendo muito seguro, aumenta consideravelmente o valor de patrimônio. Em média, um sistema de energia solar tem vida útil de 25 anos, podendo passar disso. Assim, serão 25 anos de benefícios ao bolso do consumidor de energia! 

Quer ter esses benefícios e valorizar seu imóvel? Acesse nosso site e faça uma simulação!